Dedos esmagados numa estação pirotécnica. – A referência do retorno deexperiência em acidentes tecnológicos

, Author

Um operador é esmagado à mão (com amputação de uma falange) durante uma má manipulação durante uma operação de fiação em pó. Não há reacção pirotécnica. Cada operação de fiação (prensa) é precedida de um fulling (preparação). Um vaso de imprensa está a encher enquanto o outro está a girar.

O enchimento consiste em:

1/ introduzindo em 5 vezes a pasta em pó no pote da prensa,

2/ batendo cuidadosamente a pasta

3/ colocando um pano e uma junta de vedação (toro de cestilite) por cima,

O operador da prensa troca por rotação o pote preparado com o que regressa da centrifugação. O pote vai ao fundo para girar e 3 cilindros bloqueiam o pote no empilhamento.

O operador tinha colocado o selo sobre a pasta. Estando o pote demasiado cheio, não é possível a rotação. O operador decide retirar o selo para o voltar a colocar com a mão esquerda enquanto o pote está na estação de fiação. Para o fazer, inclina-se e a sua mão direita repousa sobre a armação da prensa, no local ocupado na posição inferior por um dos cilindros de apoio. O operador da prensa, depois de ver o seu colega colocar o selo e retirar, comanda a acção da prensa, que esmaga os dedos do operador.

O operador proíbe a colocação do selo em qualquer outro lugar que não a estação de pisar. Ele sensibiliza o pessoal para os cuidados a ter ao encher as panelas. Ele monta um guarda-corpos para impedir o acesso de uma estação a outra e estuda uma protecção dos cilindros de apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *