Um novo salão no Gers dedicado a tatuagens e piercings

, Author

Como chegou até si esta paixão pela tatuagem?

Fui tatuado bastante jovem, desde os 18 anos de idade e já tinha começado a fazer piercings mesmo antes. Estava então a treinar como assistente médico-psicológico que não tinha nada a ver com isso. E conheci um artista de tatuagem, com quem fiquei vários anos. Gostei e comecei com uma formação em piercing. Depois aprendi a tatuar sozinho, com uma técnica particular, sem máquina eléctrica, ponto a ponto, à mão. A isto chama-se “handpoke”. É menos traumático para a pele e mais adequado para áreas frágeis como dedos, ouvido… Por outro lado, é muito mais comprido.

Como é que teve a ideia do espectáculo?

Este é o quarto ano em que tenho Amor na Anarquia da Plaisance e habituei-me a celebrar o aniversário da loja. Agora, no ano passado, estava muito lotado. Decidi criar o evento em parte por esta razão, mas também para permitir aos clientes descobrir outros artistas de tatuagens, outras competências. Finalmente, faço parte de uma associação que foi criada há dois anos e que actua e oferece espectáculos. Somos cerca de vinte membros. É uma oportunidade para a promover e também para dar a conhecer a loja.

Que tipo de espectáculos se realizam?

Brincamos com os nossos corpos e agulhas. Por um lado, há a brincar com o jogo. Trata-se de misturar o piercing e a estética. Como fazer um corpete falso, perfurando uma dúzia de buracos à volta da espinha, para passar tecido e assim criar o corpete. Também praticamos a suspensão. Uma actuação em que somos pendurados pela pele em ganchos. Haverá uma actuação desta prática no sábado 15 de Fevereiro às 20 horas.

O que podemos encontrar no espectáculo?

Quinze tatuadores estarão presentes, vindos de todo o Sudoeste: de Bordeaux, Aude, do País Basco… Haverá também um exercício, em stands de artesanato, de cosméticos orgânicos. Será possível comer no local. E, claro, também para fazer uma tatuagem. Haverá também um artista de tatuagem especializado em cobrir cicatrizes. Ela intervém em particular para pessoas que tiveram cancro da mama.

Você diz que também haverá espectáculos?

Sim, com pirotecnia e um palhaço, sábado às 16h e domingo às 17h. Mas também haverá concertos punk, rock, rap… E no final do dia, em ambos os dias, os tatuadores apresentarão as tatuagens que fizeram durante o espectáculo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *